INÍCIO . RESENHAS . PERFIL . TOP 5 . +LITERAR
CRÔNICA DO DIA . AGENDA

Informações

Este artigo foi escrito no dia 30 jul 2013, e pertence à categoria Resenhas.

Tags

, , , , , , , , ,

Resenha: 1Q84 – Livro 1 [Haruki Murakami]

spoiler2

O título de 1Q84 já entrega de cara uma característica importante: o livro de Haruki Murakami é fortemente inspirado em 1984, de George Orwell. Além de várias citações ao longo das páginas, o ano em que a história se passa é o mesmo do clássico de Orwell. Esse foi um dos fatores determinantes para me fazer ler 1Q84 – isso e o fato de nunca ter lido nada de literatura japonesa -, e fiquei muito feliz de ter embarcado nessa aventura.

literar-1q84-01

A historia de 1Q84 é dividida em três livros. Nesse primeiro (1Q84 – Livro 1), somos apresentados a Tenko e Aomami, os dois protagonistas da narrativa. A história de cada um deles ocorre simultaneamente e de forma independente, sem que os dois encontrem-se.

Tenko tem 40 anos e é professor de matemática em Tóquio, e escrever é o que lhe dá mais prazer na vida. Nunca teve nenhum livro publicado, mas trabalha com Komatsu, editor literário de uma revista que promove anualmente um concurso de novos talentos. Para entender melhor, cabe aqui um parênteses: como aconteceu por muito tempo na Europa, no Japão existe a tradição de que livros sejam publicados primeiramente em revistas (normalmente uma versão reduzida do texto), para depois serem lançados na versão definitiva.

Tenko ajuda Komatsu na leitura das obras inscritas no concurso e um título lhe chama a atenção: A Crisálida de Ar. Escrito por Fuka-Eri, uma garota de apenas 17 anos, o livro tem uma historia que o deixa extasiado, mas é muito mal escrito. Impressionado com o que lê, Komatsu desenvolve um plano para Tenko reescrever a história e torná-la digna de ganhar o prêmio.

É assim que Tenko conhece Fuka-Eri, na tentativa de obter permissão para alterar seus originais. Ele descobre que a garota é disléxica, e o livro foi ditado por ela para que outra pessoa escrevesse. A Crisálida de Ar fala sobre uma garota que vive em um mundo fantástico, com um povo diferente de tudo que se conhece. A garota é incumbida de cuidar de uma cabra, mas a deixa morrer, e daí decorrem vários problemas. Entre as diversas diferenças desse mundo para o nosso, existem duas luas no céu e quem habita o planeta é o Povo Pequeno (seres que se assemelham a duendes). O mais surpreendente é que Fuka-Eri afirma o tempo todo que a historia é real e aconteceu com ela.

literar-1q84-03

Enquanto isso, conhecemos Aomami, uma assassina de aluguel. Indo executar um trabalho, ela pega um táxi e fica presa em um congestionamento. Tentando não chegar atrasada, ela sai do automóvel e pega um atalho, descendo por uma escada à beira da estrada. Quando chega ao chão, o mundo ao seu redor parece ligeiramente diferente. Nesse momento, Aomami é quase a Alice de Lewis Carroll, descendo pela toca do coelho para descobrir um universo que não é o seu.

Aomami, que gosta muito de história e tem uma memória incomum, começa a perceber eventos que aconteceram recentemente e dos quais ela não tem nenhuma lembrança! Os uniformes dos policiais estão diferentes, bem como as armas que carregam. Aomami conclui então que esse não é seu mundo: ela está em 1984, mas ao mesmo tempo não está. Ao descer pela escada, tudo mudou, embora em muitos aspectos pareça igual a sempre. Ela nomeia essa sua nova realidade de 1Q84. A gente explica: em japonês, a letra Q e o número 9 são homófonos – ou seja, tem o som muito parecidos. Ao mesmo tempo, o Q indica a dúvida, a grande questão que cerca Aomami: onde estou? Curiosamente, no 1Q84 de Aomami surgem cenários d’A Crisálida de Ar, como as duas luas no céu.

literar-1q84-02

A história tem um ritmo muito particular, e isso pode ser um empecilho para quem está acostumado a romances onde tudo acontece muito rapidamente. As situações são apresentadas calmamente  e temos tempo de degustar cada nova informação. Embora a narrativa seja complexa (e o pequeno resumo que fizemos acima não chega nem perto de explicar todas as tramas secundárias e desenrolamentos dos personagens), ela surge naturalmente, sem esforço. Até as coisas estranhas passam como naturais. É esse o grande trunfo da escrita de Murakami: nos envolver um mundo que não é o nosso, mas que poderia perfeitamente ser.

Além de 1984 e Alice no País das Maravilhas, o livro faz referência a diversos outros clássicos, como Charles Dickens. Nada mais natural em um romance onde o protagonista é um grande leitor e escritor. Os personagens de 1Q84 são muito intensos, e a menina Fuka-Eri é provavelmente o mais misterioso de todos eles. Tenko e Aomami têm problemas em comum, mas não se cruzam no presente. No entanto, os dois se conheceram quando crianças – e tudo leva a crer que o destino os colocará novamente em contato.

O primeiro volume do livro serve para lançar as bases da historia. Ao contrário da maioria das trilogias, o livro não apresenta soluções e a historia não tem um final parcial. É, de fato, um livro dividido em várias publicações. Mas que fique claro: isso não é uma coisa ruim. Depois de ler o livro me peguei várias vezes pensando quais seriam os próximos passos de Tenko e Aomami – e estou ansioso para ler a continuação.

.

literar-1q84-capa1Q84 – LIVRO 1

Autor: Haruki Murakami
Título original: 1Q84
2012, 435 páginas, Editora Alfaguara/Objetiva

Onde comprar?
Saraiva
Submarino
Estante Virtual (novos e usados)
Amazon (em japonês)
Book Depository (em inglês)

.

assinatura-luiz

.

Comentários

comentário(s)