INÍCIO . RESENHAS . PERFIL . TOP 5 . +LITERAR
CRÔNICA DO DIA . AGENDA

Informações

Este artigo foi escrito no dia 22 mai 2013, e pertence à categoria Agenda.

Tags

, , , , , , , ,

Agenda: Livro de Baudelaire sobre Richard Wagner é lançado em BH

Livro de Baudelaire sobre Richard Wagner é lançado em BH
em comemoração ao bicentenário de nascimento do compositor

Hoje é comemorado o bicentenário de nascimento do compositor e maestro alemão Richard Wagner (1813-1883). Diversas homenagens estão acontecendo em todo o mundo, protagonizadas principalmente pelas melhores Orquestras. Mas a arte das letras não fica de fora: nesta quinta-feira, 23, a Autêntica Editora lança o livro Richard Wagner e Tannhäuser em Paris, de Charles Baudelaire, com organização e tradução de Eliane Marta Teixeira Lopes. O evento será realizado na livraria Usina das Letras, do Palácio das Artes, às 18h30. Entrada liberada para o público em geral.

wagner-convite

O livro, dividido em duas partes, apresenta dois textos de Charles Baudelaire que expressam sua admiração pelo compositor. Tomado pela música após os concertos, Baudelaire escreve um grande artigo, publicado em 18 de março de 1861, intitulado “Richard Wagner”, com reflexões filosóficas, musicais e literárias sobre várias obras do músico. Mas os acontecimentos em torno da apresentação do Tannhäuser, que impediram que a ópera continuasse a ser apresentada por conta da reação negativa de parte do público e da imprensa, fizeram com que o poeta escrevesse “Ainda algumas palavras, em 8 de abril de 1861. Os dois textos compõem a primeira parte de Richard Wagner e Tannhäuser em Paris, que também traz a carta que Baudelaire enviou ao compositor logo após seu concerto em Paris e a carta de agradecimento de Wagner ao poeta pelo apoio à sua obra e às suas ideias. Essa carta é inédita para os leitores brasileiros. Um texto de Franz Liszt, pianista e compositor do século XIX, propagador da música e das ideias e muitas vezes defensor e cúmplice do compositor, completa a primeira parte da obra.

A segunda parte do livro contém ensaios da organizadora e de dois pesquisadores brasileiros da música e da arte: Eliane Marta Teixeira Lopes discorre sobre a admiração de Baudelaire por Wagner após sua apresentação em Paris; o historiador Leonardo Magalhães Gomes descreve importantes episódios da vida de Richard Wagner, de sua música, de sua trajetória profissional e pessoal e os episódios que envolveram a apresentação do Tannhäuser; e Ricardo Giannetti revela como a obra de Wagner chegou e foi difundida no Brasil, a partir do músico Francisco Braga, que, depois de assistir às óperas de Wagner na Europa, ainda no século XIX, volta ao Brasil como compositor e maestro da Sociedade de Concertos Sinfônicos do Rio de Janeiro e apresenta à plateia brasileira a música de Richard Wagner.

Algo que chama atenção de nós mineiros é que o livro é dedicado especialmente à Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. Se pensarmos em quantas orquestras há no Brasil, é uma grande honra receber essa homenagem. A organizadora da edição, Eliane Marta Teixeira Lopes, explica que o bicentenário do nascimento de Richard Wagner ofereceu à editora Autêntica a oportunidade de homenagear esse grande compositor e que a sugestão do livro foi do maestro e diretor artístico da Filarmônica mineira, Fabio Mechetti. “Sempre que posso vou cumprimentar e agradecer os músicos após os concertos, e o  livro foi uma oportunidade de tornar público esse agradecimento por tudo que a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais tem feito pela cena musical desta cidade, pela renovação de nossa vontade de participar do movimento musical do país”, completa.

.

Sobre Baudelaire

Charles-Pierre Baudelaire (1821-1867) foi um dos maiores poetas franceses. Reconhecido como um dos pioneiros da linguagem moderna na poesia, é considerado um dos precursores do simbolismo na Europa. Foi também um teórico da arte francesa e sua produção intelectual influenciou significativamente as artes plásticas a partir do século XIX. Baudelaire ganhou notoriedade em 1857 por sua coletânea de poemas Les Fleurs du mal (As Flores do Mal). Seu texto apresentado neste livro é a sua única contribuição à crítica musical.

.

Sobre Richard Wagner

Wilhelm Richard Wagner foi um maestro, compositor, diretor de teatro e ensaista alemão, primeiramente conhecido por suas óperas. As composições de Wagner, particularmente essas do fim do período, são notáveis por suas texturas complexas, harmonias ricas e orquestração. Foi o pioneiro em avanços da linguagem musical, tais como o cromatismo extremo e a rápida mudança dos centros tonais, que muito influenciou no desenvolvimento da música erudita europeia. Sua ópera Trstão e Isolda é algumas vezes descrita como um marco do início da música moderna. A influência de Wagner vai além da música, é também sentida na filosofia, literatura, artes visuais e teatro. Sua extensa obra sobre música, drama e política tem atraído extensos comentários, em recentes décadas, especialmente onde existe o conteúdo anti-semita. Wagner se destacou, viveu suas últimas décadas em exílio político, amores turbulentos, pobreza e fuga de seus credores. O impacto de suas ideias pode ser sentido em muitas artes do longo de todo o século XX.

wagner-rosto

.

wagner-capaRICHARD WAGNER E TANNHÄUSER EM PARIS
Autor: Charles Baudelaire
Trad. e org.: Eliane Marta Teixeira Lopes
192 páginas, R$42,00

O Evento
Lançamento do Livro Richard Wagner e Tannhäuser em Paris
De Charles Baudelaire
23 de maio, às 18h30
Livraria Usina das Letras, Palácio das Artes

.

assinatura-anne

.

Comentários

comentário(s)