INÍCIO . RESENHAS . PERFIL . TOP 5 . +LITERAR
CRÔNICA DO DIA . AGENDA

Informações

Este artigo foi escrito no dia 18 ago 2014, e pertence à categoria Resenhas.

Tags

, , , , , , , ,

Resenha: Até o Dia em que o Cão Morreu [Daniel Galera]

spoiler1

Depois que a Literar entrou no ar, eu acabei ganhando um nova função: a de indicar novos livros e descobertas também no mundo offline. Por saber que faço as resenhas (e leio bastante!), muita gente vem me perguntar qual desses livros todos que colocamos aqui eu mais recomendo. Tirando raras excessões, minha resposta costuma ser leia Barba Ensopada de Sangue. Eu contei aqui sobre a minha ótima surpresa com o livro, e quanto mais conheço do trabalho de Daniel Galera, menos medo tenho de afirmar que ele é, sem dúvidas, um dos meus escritores contemporâneos favoritos.

literar-cao01

Barba foi meu primeiro contato com Galera, e já falei na Literar também sobre Mãos de Cavalo. Meu assunto hoje é Até o Dia em que o Cão Morreu, primeiro romance do escritor, publicado em 2003 pelo selo Livros do Mal e relançado em 2007 pela Companhia das Letras. O livro é consideravelmente menor do que Barba (o que pode ser um bom incentivo para quem quer conhecer o autor mas se assustou com as 400 páginas do romance), mas igualmente arrebatador.

literar-cao02

A história básica é simples: um jovem com seus vinte anos sai de casa para morar sozinho em um apartamento, mas continua sendo bancado pelo pai. Trabalhando como tradutor freelancer, seus rendimentos são esporádicos e imprevisíveis, mas mesmo assim ele tenta a vida independente. Tirando um ou outro rolo, sua vida é essencialmente solitária. Ou era, até que o tal cão do título entra na sua rotina e passa a ser um companheiro incomum.

O que sempre me encanta nos livros de Galera é o quanto sua voz é renovadora. Não há simplismos ou exageros: tudo se encontra exatamente da forma que deveria ser. A sensação que tenho é que toda frase foi pensada e colocada na parte certa da narrativa, sem que isso soe de forma alguma artificial ou forçado. Aliás, muito pelo contrário. A naturalidade ao narrar os acontecimentos é outro atributo que chama a atenção.

literar-cao03

Meu único medo agora é: o que ler depois de terminar todos os livros do escritor? Aliás, essa é uma pequena loucura minha – sempre que encontro um escritor muito bom, leio seus livros em doses homeopáticas, para fazê-los durar um pouco mais. Enquanto crio coragem para mergulhar em Cordilheira e Dentes Guardados, vou relendo Barba Ensopada de Sangue e espalhando a mensagem para quem quiser ouvir: leiam Daniel Galera. E depois me contem se a indicação foi boa ou não.

.

saiba-mais

Até o Dia em que o Cão Morreu foi adaptado para os cinemas em 2007. Nomeado de Cão Sem Dono, o filme foi dirigido por Beto Brant. O trailer pode ser visto abaixo:

.

literar-cao-capaATÉ O DIA EM QUE O CÃO MORREU

Autor: Daniel Galera
2007, 104 páginas, Cia das Letras

Onde comprar?
– Saraiva 
– Submarino
Livraria da Folha
– Livraria Cultura
– Estante Virtual (novos e usados)

.

.

assinatura-luiz

Um exemplar do livro “Até o Dia em que o Cão Morreu” foi enviado como cortesia para a Literar pela Companhia das Letras.

.

Comentários

comentário(s)