INÍCIO . RESENHAS . PERFIL . TOP 5 . +LITERAR
CRÔNICA DO DIA . AGENDA

Informações

Este artigo foi escrito no dia 03 set 2013, e pertence à categoria Resenhas.

Tags

, , , , , , ,

Resenha: Perdão, Leonard Peacock [Matthew Quick]

spoiler1

Eu devo ser uma das cinco pessoas no mundo que (ainda) não leu O Lado Bom da Vida. Mesmo assim, o novo romance de Matthew Quick me deixou bastante interessado. O gancho do livro é o seguinte: Leonard Peacock, o garoto do título, está completando 18 anos. No dia do seu aniversário, ele decide matar Asher Bell – seu ex melhor amigo – e se suicidar em seguida usando a P-38 que seu avô trouxera da guerra. Antes disso, no entanto, ele quer presentear as quatro pessoas que importam na sua vida. O livro mostra um dia na vida de Leonard (no caso, o último dia) narrado por ele mesmo.

literar-peacock01

A primeira coisa que percebi (e algumas pessoas já tinham comentado isso comigo) foi como a linguagem usada por Matthew Quick é simples. Não que isso seja um problema – até porque a voz é de um garoto de dezoito anos com algum grau de instabilidade emocional -, mas é algo que chama a atenção. O livro todo flui como se fosse um grande diálogo: a leitura é fácil, e quando você percebe metade do livro já foi embora em uma sentada. Quick é desses escritores que sabem te prender.

Aliás, deixar o leitor curioso é algo que Peacock faz bastante enquanto narra seu dia. Desde o começo fica no ar a pergunta: como é que o melhor amigo de infância de Leonard se tornou seu arquiinimigo? Leonard dá pequenas dicas do quê aconteceu à medida que o dia transcorre, mas a revelação concreta fica para o final (e o tempo todo a vontade de saber te puxa mais e mais pelas páginas).

O maior trunfo de Perdão, Leonard Peacock são os personagens secundários. Embora Leonard tenha um estilo muito peculiar de lidar com as coisas (aliás, mostrar que ser estranho é uma coisa boa fica como a principal mensagem do livro), 220 páginas de excentricidades acabaria sendo cansativo. Quem faz com que a história corra tão bem são os quatro amigos de Leonard: Walt, seu vizinho idoso e companheiro para assistir filmes de Bogart; Herr Silverman, professor de história no colégio de Leonard e o único que o faz ficar interessado nas aulas; Baback, um garoto iraniano que toca o violino como ninguém; e Lauren Rose, uma garota muito religiosa que Leonard conhece na saída do metrô enquanto ela distribuía panfletos cristãos.

literar-peacock02

Perdão, Leonard Peacock é um livro que trata de assuntos delicados. O bullying pode parecer a denúncia principal, mas a verdade é que, olhando de perto, vemos que o problema é um pouco maior. Jovens que são agressivos com os outros – como Asher Bell -, podem ter sido eles também vítimas de alguém maior e mais forte. Nós mudamos a vida de quem está a nossa volta (e muitas vezes de quem está bem longe, como num efeito dominó) sem termos a menor ideia disso. Vira a lei da selva: derrotar para não ser derrotado, ideal propagado de opressor para opressor em um ciclo sem fim. Ou pelo menos até que alguém – como Leonard Peacock – diga “chega”.

.

literar-peacock-capaPERDÃO, LEONARD PEACOCK

Autor: Matthew Quick
Título original: Forgive Me, Leonard Peacock
2013, 224 páginas, Editora Intrínseca

Onde comprar?
Saraiva
Submarino
Estante Virtual (novos e usados)
Amazon (em inglês)
Book Depository (em inglês)

.

assinatura-luiz

.

Um exemplar do livro “Perdão, Leonard Peacock” foi enviado como cortesia para a Literar pela Editora Intrínseca

.

Comentários

comentário(s)