INÍCIO . RESENHAS . PERFIL . TOP 5 . +LITERAR
CRÔNICA DO DIA . AGENDA

75 Anos da Bonequinha Preta

Há 75 anos, nascia uma boneca “preta como carvão” – com duas trancinhas, boca vermelha e olhos bem redondos. Um livro que seria capaz de entrar no imaginário das crianças e se perpetuar por gerações, se tornando o maior clássico mineiro da literatura infantil. A trama de A Bonequinha Preta, de Alaíde Lisboa, conta a história de Mariazinha, que ao sair para passear com a mãe, deixa a bonequinha em casa, que a desobedece e acaba caindo da janela. Resultado? Ela acaba sendo “sequestrada” por um gato e quase se perde de sua dona.

literar-bonequinha01

Essa famosa bonequinha recebe homenagem especial no 2º Salão do Livro Infantil e Juvenil de Minas Gerais (a gente te contou mais sobre o evento aqui). No dia 14 de agosto, às 18h, no espaço Biblioteca da Bonequinha Preta, a Editora Lê lança a publicação fac-símile da primeira edição, de 1938, desse clássico da literatura infantil. Em capa dura, formato e ilustrações originais, a publicação resgata a memória que encantou inúmeros leitores, e que até hoje aflora emoções. O evento contará com a participação da família de Dona Alaíde, da curadora do Salão do Livro, Sandra Bittencourt e do grupo Cantarolê.

Em continuação às comemorações, às 19h, haverá apresentação do espetáculo “Quando o segredo se espalha“, com o professor, poeta e contista Chico dos Bonecos, no Auditório Sylvia Orthof. Trata-se de uma peça radiofônica, uma homenagem ao legado da autora, que também foi educadora, escritora e política, falecida aos 102 anos em 2006. É uma adaptação do livro de mesmo nome que se baseia na obra poética da autora, voltada para crianças. Chico dos Bonecos interpreta um repórter, numa rádio, que entrevista a “professora Alaíde”. “A Rádio Peirópolis tem o prazer de apresentar o programa Catiripapo – quando tira é poesia, quando cata é bate-papo. E hoje temos o prazer de receber a visita…”. E aí se desenrolam 80 minutos de uma entrevista muito instigante, divertida e poética.

literar-bonequinha02

Destinada à realização de atividades de leitura para crianças e jovens, a Biblioteca da Bonequinha Preta será um espaço destinado à leitura por e para visitantes de escolas e famílias presentes no evento, e o seu acervo será formado por títulos infanto-juvenis doados pelos expositores, e destinados à ala infantil do Hospital da Baleia após o evento. Esta é uma forma do Salão cumprir uma de suas propostas que é difundir e promover o acesso à leitura.

.

saiba-mais

- Sobre Alaíde Lisboa

Alaíde Lisboa de Oliveira nasceu em 22 de abril de 1904, em Lambari (MG), e faleceu em Belo Horizonte, em 2006. Viveu a maior parte da sua longa vida na capital mineira, onde atuou em diversas frentes: exerceu carreira política, acadêmica e artística. Como escritora, publicou cerca de trinta livros, entre ensaios da área de educação, didáticos e literários. Entre seus títulos mais conhecidos, encontra-se A bonequinha, que se tornou um clássico da literatura infantil brasileira, com mais de um milhão de exemplares vendidos. Alaíde Lisboa foi membro da Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais, da Academia Feminina Mineira de Letras e da Academia Mineira de Letras. Além disso, foi a primeira vereadora de Belo Horizonte, entre 1949 e 1952.

literar-bonequinha03

2º Salão do Livro Infantil e Juvenil de Minas Gerais
Data: 9 a 18 de agosto
Horário: Segunda a sexta – 8h30 às 21h – Sábados e Domingos: 10h às 21h
Local: Serraria Souza Pinto – Av. Assis Chateaubriand,809 – Floresta

Ingresso promocional, até o fim do evento, com meia entrada de R$5 para todo o público
Crianças até 10 anos, professores, bibliotecários e profissionais do livro, mediante comprovação, não pagam.
Em compras acima de R$50,00, o ingresso vale como desconto nos estandes participantes.

Mais informações: www.salaodolivro.com.br

.

assinatura-todos

.

Comentários

comentário(s)