INÍCIO . RESENHAS . PERFIL . TOP 5 . +LITERAR
CRÔNICA DO DIA . AGENDA

Informações

Este artigo foi escrito no dia 23 dez 2013, e pertence à categoria Resenhas.

Tags

, , , , , , , ,

Resenha: Ligue os Pontos [Gregorio Duvivier]

spoiler1

Quem gosta de ler sabe que existem dois tipos de livros de poesia: 1) aqueles que você devora em uma só sentada, sem nem mesmo parar para respirar entre uma página e outra; e 2) aqueles que devem ser apreciados aos poucos, uma leitura por dia, com tempo para reflexão e digestão apropriadas. Felizmente, existem também publicações como Ligue os Pontos – Poemas de amor e Big Bang, lançamento de Gregorio Duvivier, que preenchem os dois critérios.

literar-ligueospontos03

Pode parecer absurdo que uma coisa possa ser ao mesmo tempo imediatista e duradoura, mas para essa receita ser balanceada, basta uma única explicação: uma poesia pode ser lida de diversas formas.

Cheguei em casa um dia após sair com amigos sedento por ler alguma coisa antes de ir para a cama. Ligue os Pontos olhou para mim, eu olhei para ele, e não resisti: decidi ler algumas páginas. O problema é que, num piscar de olhos, mais de uma hora havia se passado e eu havia lido o livro inteiro – de cabo a rabo, como diria meu pai. Gregorio escreve com a mesma naturalidade com que atua: todas as palavras parecem pertencer naturalmente às páginas impressas – como se na verdade elas estivessem ali desde sempre, só esperando ser reveladas.

literar-ligueospontos01s

Mas se engana quem acha que essa leitura devorada significa uma compreensão superficial do mundo. Pelo contrário: Duvivier sabe tão bem o que quer falar que não é preciso usar palavras demais para dizê-lo. Para mostrar a vida urbana do Rio de Janeiro (ou a vida de qualquer pessoa em qualquer lugar nos tempos em que vivemos), nada de adjetivos escandalosos e rimas enlouquecedoras: apenas a simplicidade de quem conta aos amigos casos de amor e de big bang.

Na semana seguinte, me peguei relendo os poemas diversas vezes. Espaçadamente, ao esmo, escolhendo um por acaso e tentando ligar mentalmente os pontos que me conectavam àqueles versos ao mesmo tempo realistas, divertidos e profundos.

literar-ligueospontos02s

Interessante como o projeto gráfico do livro reflete esse aspecto do “olhar de novo”. Com o livro fechado na minha cabeceira, percebi uma coisa que até então havia ficado oculta: alguns elementos brilham no escuro. É como se a própria capa te desse a dica: “olha só, aqui dentro tem mais do que você viu da primeira vez – mude a luz, mude o foco, mude sua cabeça, e essas palavras soltas ganham outros significados”.

.

literar-ligueospontos-capaLIGUE OS PONTOS
Poemas de amor e big bang

Autor: Gregorio Duvivier
2013, 400 páginas, Companhia das Letras

Onde comprar?
Saraiva
FNAC 
Livraria Cultura
Livraria da Folha
Estante Virtual (novos e usados)

.

.

assinatura-luiz

Um exemplar do livro “Ligue os Pontos – Poemas de amor e Big Bang” foi enviado como cortesia para a Literar pela Companhia das Letras

.

Comentários

comentário(s)