INÍCIO . RESENHAS . PERFIL . TOP 5 . +LITERAR
CRÔNICA DO DIA . AGENDA

Resenha: O Príncipe da Névoa [Carlos Ruiz Zafón]

Resenha escrita pelo colunista convidado Dener Briglia. Dener é de Boa Vista e estuda arquitetura. Apaixonado por livros, fala sobre suas novas (e antigas) leituras no vlog Vício Meu.

spoiler1

Do mesmo autor de A Sombra do Vento e O Jogo do Anjo, O Príncipe da Névoa foi o primeiro livro publicado por Carlos Ruiz Zafón após ganhar um concurso de literatura juvenil. Lançado no Brasil somente em 2013 pela Suma de Letras, o livro é o primeiro de uma série de romances juvenis (junto com O Palácio da Meia-Noite, As Luzes de Setembro e Marina – somente esse último tendo tradução brasileira).

literar-principenevoa01

Conforme o próprio autor explica na nota inicial do livro, esta obra é classificada como juvenil – mesmo assim, Zafón acredita numa escrita que não se restringe a apenas uma faixa etária. “No caso de O Príncipe da Névoa, na falta de outras referências, resolvi escrever um romance que teria gostado de ler quando tinha 13, 14 anos, mas que continuasse a me interessar também aos 23, 43 ou 83.” O romance é bem pequeno (além de ter sido impresso naquele formato menor, ele possui apenas 180 páginas), o que torna possível sua leitura praticamente de uma tacada só – principalmente pelo fato da história impossibilitar largar o livro antes do fim!

O livro narra a história de Max e sua família que saem de sua casa na cidade para a periferia fugindo dos tempos de guerra. Eles se mudam para uma antiga casa de madeira que pertenceu a uma personalidade já falecida conhecida da cidade. O gancho principal da história começa quando Max explora um jardim de estátuas de tema circense nos fundos do terreno e lá encontra um símbolo entalhado na base de uma estátua de palhaço. O mistério se aprofunda quando este símbolo aparece na bandeira de um navio naufragado, cujo único sobrevivente é o avô do novo amigo do Max, e em algumas filmagens caseiras encontradas na garagem da residência. A partir de então, Max, seu amigo e sua irmã se veem presos num mistério do passado que promete destruir seus futuros caso não seja solucionado.

literar-principenevoa02

Tal como dito pelo autor, O Príncipe da Névoa realmente não possui o tom mais maduro de seus outros livros. Apesar de todos manterem algumas características fantasiosas, a sensação ao ler sua última obra é que seu cerne é menos profundo, complexo e maduro. Talvez isso seja o responsável por caracterizar o livro como juvenil.

Colocado ao lado de suas outras obras, não foi um livro que me encantou tanto quanto os demais. Ainda assim, acho que O Príncipe da Névoa merece ser lido. Afinal, estamos falando de Carloz Ruíz Zafón – que comprova mais uma vez sua poeticidade, ritmo intenso e capacidade de criar histórias arrebatadoras, lindas, emocionantes e envolventes.

por Dener Briglia

.

literar-principenevoa-capaO PRÍNCIPE DA NÉVOA

Autor: Carlos Ruiz Zafón
Título original: El Príncipe de la Niebla
2013, 184 páginas, SUMA de Letras

Onde comprar?
Saraiva
FNAC
Livraria Cultura
Estante Virtual (novos e usados)
Amazon (em espanhol)

.

assinatura-todos

Resenha escrita pelo colunista convidado Dener Briglia, do vlog Vício Meu.

.

Comentários

comentário(s)